• CEAGESP - 11 3643.7355
  • |
  • Packinghouse - 19 3442.1910

NOVIDADES / NOTÍCIAS

Benefícios do consumo do suco de laranja

 Todo o poder da laranja faz dela a mais valiosa das frutas. Rico em nutrientes e vitaminas, o suco de laranja é aliado na prevenção e controle de doenças e deve ser consumido o ano todo.

Atualmente a população mundial vem tentando levar uma vida mais saudável seja através de exercícios físicos regulares ou com uma alimentação nutritiva e balanceada. 

Nós, brasileiros, principalmente os paulistas, que vivem nas regiões produtoras de citros, temos grande facilidade em comprar frutos e sucos cítricos. Porém, consumimos muito pouco em relação aos países com maior demanda. Deixamos de nos beneficiar com um dos mais ricos alimentos. 

Neste artigo, vejam quantos benefícios o consumo diário de suco de laranja pode trazer. 

 

Doenças cardíacas 

 

Nos últimos 25 anos foi demonstrado por meio de estudos clínicos e observacionais que o aumento do colesterol sérico é o principal fator de risco para a DAC - doença cardíaca coronariana. A oxidação de LDL - lipoproteínas de baixa densidade, no sangue está associada com a obstrução dos vasos sanguíneos e desenvolvimento da arteriosclerose. 

Tem sido sugerido que o consumo diário de frutas e hortaliças que forneçam quantidades adequadas de compostos antioxidantes reduza a oxidação das LDL e diminua obstrução dos vasos. Um dos maiores grupos de fitonutrientes que apresentam efeitos benéficos à saúde são os flavonoides. Sabe-se que o suco de laranja possui quantidades apreciáveis destes compostos, como os flavonoides cítricos (hesperidina e naringinina), além da vitamina C, que apresentam ação antioxidante, vasoprotetora e hipocolesterolêmica. 

Pesquisas recentes com animais e dados clínicos têm mostrado que os sucos cítricos, como os sucos de laranja e de pomelo, podem atuar positivamente na prevenção da DAC. Isto se deve ao conteúdo de flavonoides cítricos que são apontados como redutores da hipercolesterolemia, da hipertensão e da obesidade. 

Os indivíduos que consumiam o suco de laranja apresentaram tendência à redução das concentrações de LDL, provavelmente devido ao maior consumo de acido fólico e vitamina B12. 

Os indivíduos do grupo que consumiam suco de laranja apresentaram concentrações de LDL 13% a 15% menores em relação aos indivíduos que não consumiam suco. 

Em estudo realizado com mulheres que consumiam 230 ml de suco de laranja ou 70 mg de vitamina C por dia, foi observado redução na oxidação dos lípides sanguíneos. Este resultado positivo foi atribuído à vitamina C e aos flavonoides do suco de laranja, que associados produzem uma sinergia que reduz significativamente a oxidação dos lípides séricos. Outro estudo mostrou que o consumo de 500 ml de suco de laranja por dia aumentou a concentração de vitamina C e reduziu a concentração de uma substância vasoconstritora encontrada em indivíduos fumantes. 

 

Hipertensão 

 

A hipertensão é definida como a elevação da PA - pressão arterial, (PAS - sistólica e PAD - diastólica, acima de 140 e 90 mmHg, respectivamente). A instalação crônica da hipertensão ocorre em virtude de uma combinação de múltiplos fatores predisponentes como hereditariedade, idade, raça, sexo, aumento de peso corporal, modificações metabólicas, dieta, entre outros. 

Os rins têm papel fundamental na regulação da pressão arterial. Tem sido sugerido que esse mecanismo pode ser alterado em decorrência da obesidade visceral, que provoca a compressão mecânica dos rins. 

Os benefícios do suco de laranja sobre a PA são atribuídos principalmente à vitamina C e aos flavonoides cítricos (hesperidina), que apresentam ação antioxidante e vasoprotetora, respectivamente. A vitamina C atua removendo e interrompendo as reações dos radicais livres, enquanto a hesperidina atua no momento da diurese. A ingestão regular de suco de laranja pode atuar positivamente para reduzir os fatores de risco para hipertensão. Programas para a redução da hipertensão incluem mudanças no estilo de vida, com inclusão de atividade física, redução da obesidade, controle da ingestão dietética e uso de medicamentos.

Em um estudo foi observado que os homens que consumiam suco de laranja regularmente apresentavam menor porcentagem de sobrepeso e obesidade (25%) do que aqueles que não consumiam (37%). 

Foi observado que o IMC - índice de massa corpórea, dos indivíduos de 35 a 41 anos que consumiam suco de laranja foi significativamente menor do que o IMC dos indivíduos da mesma faixa etária que não consumiam suco de laranja.

 

Esses resultados reforçam estudos anteriores que mostraram que o suco não contribui para o excesso de peso, contrariando suposições infundadas de que o suco de laranja deve ser evitado para manutenção ou perda de peso corporal. 

Embora o suco de laranja contenha 22 g de açúcares em 240 ml (sacarose, frutose e glicose, 2:1: 1), ele é também considerado um alimento de baixa densidade energética, isto é, fornece uma baixa quantidade de energia por grama, ou 110 kcal/copo de suco (240 ml) quando comparado a alimentos com alta densidade calórica como os alimentos gordurosos e sobremesas. 

 

Cálculos renais

 

Um copo de suco de laranja ingerido diariamente pode prevenir a recorrência de cálculos renais, relatam pesquisadores da UT Southwestern Medical Center. Este estudo foi publicado no Clinical Journal of the American Society of Nephrology. 

O manejo da recorrência de cálculos renais exige mudanças na dieta e no estilo de vida assim como tratamento farmacológico como o uso de Citrato de Potássio, o qual reduz a formação de pedras em pacientes com história pregressa de pedras nos rins. Mas, alguns pacientes não podem tolerar os efeitos colaterais gastrointestinais do Citrato de Potássio. Nestes casos, está recomendado incluir na dieta alimentos fonte de Citrato, como o suco de laranja, por ser considerado auxiliar ao tratamento farmacológico. 

Todos os sucos cítricos contêm Citrato. Os pesquisadores compararam o suco de laranja e a limonada e acharam que os componentes que acompanham o Citrato podem alterar a efetividade do suco em diminuir o risco de desenvolver novos cálculos renais. 

Treze voluntários, alguns com história de cálculos outros não, participaram do estudo de 3 fases, cada uma durou uma semana com intervalo de 3 semanas entre elas. Em cada fase os 13 voluntários tomaram cerca de 350 ml de suco de laranja, limonada ou água três vezes ao 

dia. Eles também mantiveram uma dieta pobre em Cálcio e Oxalato. Amostras de sangue e urina foram colhidas durante cada fase. Os níveis de Citrato na urina foram maiores na fase de ingestão do suco de laranja, assim como foi reduzida a cristalização de Ácido Úrico e Oxalato de Cálcio nesta fase.

 

 

 

Os benefícios de frutas cítricas para a saúde

 

Segundo a recomendação da OMS - Organização Mundial de Saúde, de 2001, todo o indivíduo deve ingerir de 400 gramas a 800 gramas de frutas, verduras e legumes por dia.

Apesar de parecer uma recomendação impossível, pode ter certeza que é viável: basta incluir uma fruta no café da manhã, uma salada ou verdura cozida no almoço e jantar, uma fruta na sobremesa e/ou uma fruta no lanche da tarde.

No Brasil, a pesquisadora Thais Borges César, da Unesp - Faculdade de Ciência Farmacêuticas de Araraquara, tem obtido resultados positivos entre a ingestão de suco de laranja e a melhora no perfil lipídico de homens e mulheres adultas.

A inclusão na dieta de suco de laranja pode ser uma boa medida para auxiliar na redução do risco ou mesmo no tratamento, entretanto, esta medida não dispensa de forma alguma o tratamento e acompanhamento médico, bem como uma dieta equilibrada.

A questão é que você deve incluir esse grupo de alimento em seu cardápio.

 

Bagaço de laranja e seu poder funcional

 

 

Ajuda a dissolver até feijoada. Da laranja se aproveita tudo, até o bagaço. Nele está a pectina, que diminui a assimilação de gorduras, combate doenças e tem zero de caloria.

A parte branca entre os gomos de uma laranja pode ser até mais preciosa que o suco. É lá que está a pectina, uma fibra solúvel que, no intestino, vira uma espécie de gel que emagrece e faz bem para a saúde. É que quando o tal gel se forma é capaz de diminuir a assimilação de açúcares e gorduras e também de impedir a reabsorção do colesterol. Mais: além de ajudar a combater a taxa de LDL (colesterol ruim). a pectina é benéfica até para quem tem diabete, já que controla a taxa de glicose no sangue. Por isso, cada vez que comemos o bagaço da laranja estamos aproveitando o que há de melhor na fruta. 

A pectina possui alto teor de vitaminas A, complexo B, C, Ferro; tem ação cicatrizante; diminui o nível de colesterol; previne gripes e resfriados; desintoxica o organismo; ajuda a combater a prisão de ventre; pode reduzir o risco de câncer, diabete e acidentes vasculares. 

A fibra, aliás, é um verdadeiro “detergente” para o organismo, já que promove uma eficiente varredura retirando metais e toxinas (provenientes tanto de frutas e verduras com agrotóxicos como de poluentes) indesejáveis no corpo. O bagaço ainda ajuda na digestão dos alimentos gordurosos, favorecendo o trabalho dos intestinos grosso e delgado. Então será por isso que a laranja sempre acompanha feijoadas e churrasco? Exatamente. A pectina é ótima para dietas.

Por ser rica em fibras, promove uma melhor mastigação e, com isso, proporciona maior saciedade.

Essa substância poderosa também é encontrada em outra frutas, como maçã, banana, beterraba, cenoura, repolho, nozes, ervilha e quiabo.

Mas é na laranja que ela está presente em maior quantidade. Cada unidade tem cerca de 2 gramas de pectina. Mas é preciso salientar que quem faz dieta de emagrecimento não deve exagerar no consumo de laranja. Lembre-se que o organismo necessita de 3 a 5 porções diárias de frutas.

Todo o poder da laranja faz dela a mais valiosa das frutas; a laranja deve ser consumida o ano todo. Rica em vitamina C e sais minerais, tem ainda uma quantidade enorme de fitoquímicos, substâncias naturalmente produzidas pelo organismo que previnem doenças crônicas, como a osteoporose e o câncer.

Ela também é responsável por ações antiinflamatórias e antioxidantes, que evitam o envelhecimento precoce dos tecidos.

Especialistas acreditam que a laranja diminui a tensão pré-menstrual, o estresse e ajuda a reduzir o risco de diabete e alguns tipos de câncer, como o de cólon, e aneurismas, graças a um de seus componentes, o glutarato. E mais: pesquisadores da Universidade de Western Ontario, no Canadá, acabaram de provar que o consumo diário de 3 copos de suco de laranja ajuda a combater o coleterol.

 

 



DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO

Top